terça-feira, 9 de novembro de 2010

Ei, juiz....!!!

Para ser árbitro de futebol é preciso ter duas mães.
Exatamente! Duas mães! Uma pra ficar em casa e a outra pra ser homenageada em campo por milhares de torcedores enfurecidos (e até mesmo jogadores - porque não?)


Além de se ter duas mães, para se tornar árbitro é preciso trilhar um caminho nada fácil. Primeiro é preciso fazer um curso em uma das federações estaduais e passar por uma pré-seleção. Obviamente é imprescindível que o candidato tenha o segundo grau completo. Após passar por essa etapa, o aspirante a juiz inicia o curso que tem duração média de dois anos; e além de aprenderem as regras do futebol conhecem também a legislação esportiva, primeiros socorros e a movimentar-se dentro de campo. Dos 150 alunos que iniciam o curso, em média, apenas 70 conseguem se formar. Para chegar a apitar um jogo da primeira divisão o novo árbitro passa em média sete anos apitando em categorias de base.






Dentro de campo ele é poder absoluto, mas nem sempre isso significa ganhar aplausos. Muito pelo contrário; não importa quão bom será o desempenho de um juiz durante a partida, no fim, sempre alguém sairá insatisfeito.



Durante todo o Campeonato Brasileiro os erros de arbitragem vem sendo apontados como justificativa para vitórias e derrotas bastante "suspeitas" e "contestáveis". Eliminar os erros de arbitragem é impossível. Nenhum sistema é perfeito; e ainda mais com a tecnologia das transmissões de tv, os árbitros ficaram muito mais expostos em suas falhas.

Mas a verdadeira questão é: Até quando iremos e teremos de conviver com esses erros que prejudicam e beneficiam tantos clubes no Brasil?

Os árbitros no Brasil são fracos, isso é fato; mas também será que há excesso de reclamações?

Comente!

Pra quem sonha em ser um "homem de preto / verde / amarelo" algum dia: http://www.fferj.com.br/Sitenovo/EAFERJ/capacitacaoarbitros.asp





quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Farra gringa no brasileiro!

O Campeonato Brasileiro se transformou em um paraíso para jogadores estrangeiros, principalmente os sul-americanos. Mesmo com o Brasil sendo mundialmente reconhecido como o país dos craques do futebol, a Série A do Nacional está recheada de gringos que se destacaram durante o campeonato como jogadores decisivos.
Veja alguns dos principais estrangeiros que estão brilhando no brasileirão:


Walter Montillo - Contratado em julho para reforçar o Cruzeiro, o argentino tem sido a principal peça do time mineiro na disputa pelo título do Campeonato Brasileiro.



D´Alessandro - Se consolidou na equipe profissional do Inter desde sua chegada ao clube, em 2008, e apesar de também marcar gols este argentino tem como especialidade "servir" os atacantes colorados.


Sebástian Abreu - Mais conhecido como Loco Abreu, o uruguaio se tornou um ídolo do Botafogo, principalmente após sua participação na Copa do Mundo da África do Sul defendendo sua seleção. O atacante é um dos artilheiros do Campeonato Brasileiro com 9 gols.



Darío Leonardo Conca - Com passe refinado e boa visão de jogo,  o argentino  Conca é um dos principais responsáveis pela boa campanha do líder do campeonato Fluminense.



Confira os sul-americanos do Brasileirão 2010
Atlético-MG (Cáceres-PAR, Méndez-EQU, Jairo Campos-EQU) 
Atlético-PR (Guerrón-EQU, Ivan González-PAR, Nieto-ARG)
Botafogo (Herrera-ARG e Loco Abreu-URU)
Ceará (Reina-COL)
Corinthians (Bobadilla-PAR, Defederico-ARG)
Cruzeiro (Farias-ARG, Montillo-ARG)
Flamengo (Cristian Borja-COL, Maldonado-CHI)
Fluminense (Conca-ARG, Equi González-ARG e Valencia-COL)
Inter (Abbondanzieri-ARG, Bruno Silva-URU, D’Alessandro-ARG, Guiñazu-ARG e Sorondo-URU)
Palmeiras (Armero-COL, Valdivia-VEN/CHI)
Santos (Breitner-VEN)
Vasco (Irrazábal-PAR)
Vitória (Viáfara-COL)

*Fonte da lista: GE

RESUMO - 33ª rodada do Brasileirão


33ª rodada do Brasileirão, que aconteceu nesta quarta-feira (03/11) foi bem movimentada com 8 jogos e 19 gols.
Vamos a um breve resumo da rodada: 

Partidas das 19h30:

O Grêmio apresentou uma bela vitória sobre um Goiás quase rebaixado; mas ainda assim, os gremistas reclamaram da arbitragem. Enquanto isso, o Vitória conseguiu um bom empate enfrentando um Santos que já parece não querer mais nada nesse Brasileirão. 

O Internacional, em casa, não saiu do zero enfrentando um Fluminense apático, que só não saiu derrotado do Beira-Rio graças a Ricardo Berna, ex-reserva e atual dono da camisa 1 do Tricolor.

Guarani e Atlético-MG também não saíram do zero e se complicaram mutuamente, uma vez que os dois fogem do rebaixamento. O Galo continua como o primeiro da zona da degola, a um ponto do próprio Bugre e do Atlético-GO, que a propósito, até assustou o Botafogo, reagindo após levar 3 a 0, mas sem chegar ao empate. 
Com isso, o Alvinegro ainda acredita no título, e com razão, pois o time de General Severiano foi o que menos perdeu na competição, é o quarto colocado, a quatro pontos do líder Fluminense.

Partidas das 21h50:


Ceará e Flamengo, aparentemente acomodados, ficaram no empate no Castelão, enquanto o Corinthians provou que está mais vivo do que nunca na briga pelo título, com a goleada sobre o Avaí por 4 a 0 independente do pênalti mal marcado e do jogador da equipe catarinense expulso. 
Já o Cruzeiro deixou de despontar na liderança ao perder para o São Paulo no Parque do Sabiá por 2 a 0. O Tricolor Paulista segue vivo na briga por uma vaga na Libertadores.


(foto: globoesporte.com)

Goiás 0 x 2 Grêmio / Santos 1x1 Vitória / Internacional 0x0 Fluminense / Botafogo 3x2 Atlético-GO / Guarani 0x0 Atlético-MG /  Ceará 2 x 2 Flamengo / Cruzeiro 0 x 2 São Paulo / Corinthians 4 x 0 Avaí


Por: Flávio Amaral / Beatriz Souza


terça-feira, 2 de novembro de 2010

Botafogo - Arrancada Final

Na reta final do Campeonato Brasileiro, o Botafogo ocupa o quarto lugar na tabela, a apenas seis pontos do líder Fluminense; e após vitória sobre o Atlético-MG no último sábado, o time segue embalado contando com um apoio importantíssimo: o da torcida.


Na manhã desta terça-feira, na véspera da partida contra o Atlético-GO torcedores foram a General Severiano para apoiar os jogadores. O otimismo em relação à campanha da equipe ficou ainda mais evidente com os gritos de “seremos campeões”.


O apoio animou os jogadores e o técnico Joel Santana.
- É legal, bonito, bom para jogadores, clube e torcida. Esperamos o mesmo clima amanhã. Vamos ver se a torcida comparece, bota 40 mil e dá apoio aos jogadores que estão precisando mais. Estamos mantendo nosso equilíbrio, tranquilidade e sabemos da nossa responsabilidade. Podemos terminar a rodada em posição excepcional, mas ainda longe do que queremos. Temos que levar esse calor para o estádio, juntamente com o esforço do cada jogador. (Joel Santana)


O sempre bem humorado jogador Somália mandou até um recado para a galera


video


O clima era de festa, mas com a possível vinda do jogador Toró - ex Flamengo - para o clube de General Severiano, houve torcedor que achou tempo para mandar um leve recado de protesto.




Desagrados a parte, o que prevaleceu foi o apoio e o amor incondicional da torcida.


A escalação para o jogo desta quarta, as 19:30 no Engenhão, ainda é mistério, mas estão todos otimistas com relação ao resultado. 


É a arrancada final alvinegra!